quarta-feira, 21 de maio de 2014

SESSÃO SAUDADE - FRANCISCO PETRÔNIO

Muita gente tem saudade do romantismo e das velhas serenatas.
Quem tem saudade disso, certamente lembra-se de nosso homenageado de hoje: Francisco Petrônio.
Para saber mais sobre esse artista, favor consultar: http://www.dicionariompb.com.br/francisco-petronio
Petrônio foi o responsável por nos conduzir a um romântico passado musical através de sua doce voz.
Salve, mestre Petrônio! Obrigado por nos conduzir tão suavemente a este passado maravilhoso que já não volta mais!
Descanse em paz!
Com o objetivo de homenageá-lo, reproduzimos seu grande sucesso: O Baile da Saudade.

video

Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=L-a8ffJtQs8

Com licença poética

Ai que saudade tenho dos bailes de outrora,
Das valsas bem rodadas de branca e de aurora,
Das rondas e serestas nas noites de lua,
Dos jovens namorados aos pares na rua.

Já não se dançam mais estas valsas tão lindas,
A falta que nos faz, que lembranças infindas,
Evocação divina da lira sonora,
O baile da saudade dançamos agora.

Que saudade da retreta,
Espartilho, bengala, e palheta
De bondinho, de cem réis,
Das varandas e dos coronéis,
La, la, la, lara, lara,
Laiá la,
La, la, la,
Lara laraiá laiá la la.

Fonte: http://letras.mus.br/francisco-petronio/608540/

2 comentários:

  1. Essa valsa é inesquecível, assim como Francisco Petrônio que muitas alegrias nos deu, durante muitos anos, com sua bela voz e seu talento. Tão bom recordar! Merecida homenagem!

    ResponderExcluir
  2. Não me lembro dele, cantava muito bem!

    ResponderExcluir