quinta-feira, 30 de outubro de 2014

SESSÃO LEITURA - MULHERES DA MINHA TERRA - DÉCIO BETTENCOURT MATEUS

O texto que reproduzimos abaixo é da autoria do poeta angolano Décio Bettencourt Mateus.
Para maiores informações sobre o autor, favor consultar: http://www.antoniomiranda.com.br/poesia_africana/angola/decio_bettencourt_mateus.html.
Boa leitura!

MULHERES DA MINHA TERRA

São todas belas
Elas
As mulheres
Que meus quereres
Se confundem
E perdem
Vejo Rosa
Formosa
E me encanta
Que canta
Meu coração
De emoção
Vejo Margarida
Querida
Alta
E esbelta
E é ela
A minha estrela
Vejo Teresa
Beleza
Baixinha
E cheinha
E por ela suspiro
E passo noites em claro
Vejo
Bela
Gazela
Ternura
E candura
E logo meu coração
É todo paixão
Vejo Maria
Feia
Mas bela
Ela
No interior
E é meu grande amor
São todas belas
Elas
E muitas,
Pretas, albinas, brancas, mulatas...
Mas todas bonitas
Todas catitas
E belas!

Fonte: http://blogdangola.blogspot.com.br/2008/05/escritores-angolanos-decio-bettencourt.html

2 comentários:

  1. Que bela poesia! Eu nunca tinha lido poesia de um angolano.

    ResponderExcluir