quarta-feira, 15 de março de 2017

SESSÃO SAUDADE - TIBÉRIO GASPAR

Compositores são as mentes geniais por detrás de tantas músicas que cantamos uma montanha de vezes.
Mas eles nem sempre aparecem.
Por isso, é justo que seus nomes sejam lembrados e associados a tantos sucessos que embalaram as nossas vidas.
Nossa homenagem de hoje vai para um compositor que faleceu a poucos dias atrás: Tibério Gaspar.



Tibério teve, entre outras, uma parceria extremamente frutífera com Antônio Adolfo, criando temas musicais de novelas da Rede Globo nas décadas de 60 e 70 e também de filmes, além de músicas para festivais e outras de sucesso.
Grato, Tibério Gaspar por nos deixar como herança tantas composições de rara beleza.
Para maiores informações sobre o artista, favor acessar: http://dicionariompb.com.br/tiberio-gaspar.
Com o objetivo de homenageá-lo, reproduzimos abaixo duas composições de sua autoria e Antônio Adolfo que se tornaram célebres: Teletema, na voz de Regininha, tema de abertura da novela Véu de Noiva da Rede Globo e Sá Marina, um dos grandes sucessos de Wilson Simonal.

PRIMEIRO VÍDEO

video


LETRA

TELETEMA

Rumo
Estrada turva
Sou despedida
Por entre
Lenços brancos
De partida
Em cada curva
Sem ter você
Vou mais só

Corro
Rompendo laços
Abraços, beijos
Em cada passo
É você quem vejo
No teleespaço
Pousado
Em cores no além

Brando
Corpo celeste
Meta-metade
Meu santuário
Minha eternidade
Iluminando
O meu caminho

E findando a incerteza
Tão passageira
Nós viveremos
Uma vida inteira
Eternamente
Somente os dois
Mais ninguém

Eu vou de sol a sol
Desfeito em cor
Refeito em som
Perfeito em tanto amor


SEGUNDO VÍDEO

video


LETRA

SÁ MARINA

Descendo a rua da ladeira
Só quem viu, é que pode contar
Cheirando a flor de laranjeira
Sá Marina vem pra dançar

De saia branca costumeira
Gira o sol, que parou pra olhar
Com seu jeitinho tão faceira
Fez o povo inteiro cantar

Roda pela vida afora
E põe pra fora esta alegria
Dança que amanhece o dia prá se cantar
Gira, que essa gente aflita
Se agita e segue no seu passo
Mostra toda essa poesia do olhar

Deixando versos na partida
E só cantigas pra se cantar
Naquela tarde de domingo
Fez o povo inteiro chorar

E fez o povo inteiro chorar


2 comentários:

  1. Não conhecia ele, mas as músicas sim, são lindas!

    ResponderExcluir
  2. Lembro de muitos sucessos de Tibério Gaspar, quase todos feitos com seu parceiro Antônio Adolfo. Foram muitas canções lindas, como essas duas. Merecida homenagem!

    ResponderExcluir