quarta-feira, 24 de agosto de 2016

SESSÃO SAUDADE - FRANCISCO EGYDIO

Ele transitou do samba à música romântica, mas sempre marcou suas apresentações como um intérprete de voz maravilhosa.
Nosso homenageado dessa semana é Francisco Egydio.
Para saber mais sobre esse artista, favor acessar: http://www.recantodasletras.com.br/biografias/4743168.
Obrigado, Francisco Egydio, por sua contribuição tão bela à nossa música!
Descanse em paz!
Com o objetivo de homenageá-lo, reproduzimos abaixo duas interpretações marcantes: Creio em Ti e Vingança.

PRIMEIRO VÍDEO

video


LETRA

CREIO EM TI

Creio em ti ao ver que a chuva cai e faz
A flor nascer,
Creio em ti, pois sei que enquanto é noite aqui,
É dia ali,
Creio em ti porque me deste o riso e a dor,
Me deste o amor, do meu amor,
Creio em ti, creio em ti,
Se a paz sobre nós seu véu descer,
Eu creio em ti,
Se a tempestade a terra abalar,
Eu creio em ti,
Cada vez que neste mundo, eu escutar
Alguém cantar, alguém chorar,
Direi então, creio em ti.

Creio em ti ao ver que a chuva cai e faz
A flor nascer,
Creio em ti, pois sei que enquanto é noite aqui,
É dia ali,
Creio em ti porque me deste o riso e a dor,
Me deste o amor, do meu amor,
Creio em ti, creio em ti,
Se a paz sobre nós seu véu descer,
Eu creio em ti.

Se a tempestade a terra abalar,
Eu creio em ti,
Cada vez que neste mundo, eu escutar
Alguém cantar, alguém chorar,
Direi então, creio em ti!


SEGUNDO VÍDEO

video


LETRA

VINGANÇA

Eu gostei tanto
Tanto quando me contaram
Que lhe encontraram
Bebendo e chorando
Na mesa de um bar

E que quando os amigos do peito
Por mim perguntaram
Um soluço cortou sua voz
Não lhe deixou falar

Eu gostei tanto
Tanto, quando me contaram
Que tive mesmo que fazer um esforço
Prá ninguém notar

O remorso talvez seja a causa
Do seu desespero
Ela deve estar bem consciente
Do que praticou

Me fazer passar tanta vergonha
Com um companheiro
E a vergonha é a herança maior
Que meu pai me deixou

Mas, enquanto houver voz no meu peito
Eu não quero mais nada
Que pra todos os santos
Vingança, vingança clamar

Ela há de rolar qual as pedras
Que rolam na estrada
Sem ter nunca um cantinho de seu
Pra poder descansar

Fonte com adaptação: http://letras.kboing.com.br/francisco-egydio/vinganca/traducao.html

2 comentários:

  1. Que voz magnífica! Merecida homenagem.

    ResponderExcluir
  2. Nunca ouvi falar, mas canta bem.

    ResponderExcluir